Meus livros

Sou tudo. Sou todos. Encontro-me em várias partes; sou arte. Perco-me e echo-me em cada instante; sou Dante. Fantasmas me assombram (bons meninos vaidosos) à procura de? O melhor é ler-me, ver-me. Valerá a pena? Ah, meu amigo, decifra-me! E se você conseguir, me diz.

Capa Entrelinhas oficial JPG.jpg

Número de páginas: 137

Edição: 1 (2016)

ISBN: 978-85-9286-116-2

Formato: A5 148×210

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g

Entrelinhas é uma coletânea de minicontos cheios de espaços vazios prontos para serem preenchidos pela sensibilidade e olhar crítico de quem os ler. Através desses espaços, repletos de provocações, é possível se encontrar nos silêncios, (re)conhecer-se, rebelar-se e reescrever outras sempre possíveis histórias, quem sabe nossas próprias… Essa é a tônica que o autor Leandro Bertoldo Silva, sensível organizador de palavras, propõe em seus contos mínimos, os quais abordam diversos temas trazidos à tona com uma leveza poética que, como poucos, tem o poder de fazer.

 COMPRE AQUI!

Número de páginas: 177Capa oficial Janelas da Alma JPG Alforria

Edição: 1 (2017)

ISBN: 978-85-9286-106-3

Formato: A5 148×210

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g

Jorge é um jovem publicitário que vive as pressões que a vida, implacavelmente, impõe a todos: a necessidade quase obrigatória de sermos perfeitos, como bom filho, bom pai, boa esposa, bom amigo, bom profissional, bom tudo! Amargurado e cansado, resolve sair em uma viagem de férias que não tirava há muito tempo, para aliviar sua angústia. No caminho do aeroporto, se depara com um acontecimento que mudará completamente a sua vida.

Janelas da Alma é um livro onde se busca estar conivente com a autenticidade humana e traduzir o estado de espírito de Jorge, o personagem desta história. E qual é esse estado? O que se espera de Jorge? Talvez mostrar um constante retorno dele mesmo para ir além e viver de um modo intenso e transparente consigo para descobrir a verdade; mas que essa seja a própria e não a alheia, pois é assim que se exercita a autenticidade buscada: o direito à escolha. Não se trata de transgredir a ordem, mas mostrar que o homem chora e ri, ama e odeia e vai sempre viver estes sentimentos independentemente do que a ciência, a filosofia, a religião, os meios sociais, a política mostrar, e que é o estado em que nos colocamos diante deles, o modo como os aceitamos e os transformamos é que vai determinar a nossa evolução ou a nossa perdição e traduzir o nosso destino. Então era assim: a história de Jorge, um homem da sociedade que vive os algozes entre o prazer e a proibição, entre o querer e a condenação, entre o ser autêntico e o ser igual e escolher, assim, entre o viver e o morrer.

COMPRE AQUI

 

 

 

 

 

 

Um comentário em “Meus livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s